Sobre o Clube

O Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro foi fundado em 1980, com o objetivo de estimular encontros e debate, e buscar o entendimento e a união da categoria. Propõe também que seus membros adotem princípios éticos na atuação profissional, promovendo articulação com os demais participantes do sistema nacional de seguros privados.

Notícias


 

CVG-SP celebra 38 anos com homenagens a fundadores e ex-presidentes

Ocasião especial foi marcada por depoimentos emocionantes que lembraram o empenho de todos que trabalharam pela evolução da entidade. No dia 12 de julho, no Terraço Itália, o CVG-SP realizou uma comemoração especial dos seus 38 anos de existência, completados em maio, com uma homenagem aos fundadores, ex-presidentes e colaboradores. Parte do evento foi dedicada às boas-vindas a oito empresas novas associadas. O presidente do CVG-SP, Silas Kasahaya, que se associou à entidade em 1987, no início de sua carreira, destacou a importância da ocasião. “É uma data especial, são 38 anos em que o CVG-SP tem se dedicado ao desenvolvimento de todos os temas ligados ao seguro de pessoas”, disse. Em um recorte de tempo apenas dos últimos cinco anos, Kasahaya forneceu números que revelam a intensa atividade do CVG-SP. Segundo ele, foram realizados nesse período mais de 40 eventos, com a participação de mais de 5 mil pessoas, considerando seminários, almoços e cursos. Sobre os cursos, aliás, o presidente fez questão de registrar que nos primeiros anos do CVG-SP, todos os instrutores, incluindo ele próprio, eram voluntários. “Os cursos começaram lá atrás com o empenho de professores e colaboradores, sem qualquer remuneração”, disse. Coube aos fundadores e ex-presidentes o testemunho sobre os primeiros passos do CVG-SP. Paulo Meinberg, fundador e presidente por seis gestões, entre 1988 e 2006, lembrou das dificuldades iniciais e reconheceu a valiosa contribuição de alguns colaboradores. Ele destacou, especialmente, três: o advogado Ayrton Pimentel, que estava presente no evento, o médico Marco Antonio Gazel e o atuário Gerhardt. “Estes, só não foram associados porque na época o estatuto não permitia a adesão de...

Participe da 4ª edição do Estudo Socioeconômico das Empresas Corretoras de Seguros

Lançado pela Fenacor no dia 1º de julho, Estudo Socioeconômico das Empresas Corretoras de Seguros (ESECS-PJ) reúne as principais informações sobre as empresas de corretagem no Brasil. Os corretores de seguros que atuam como pessoas jurídicas devem responder a pesquisa até o dia 30 de agosto. A Fenacor destaca a importância do estudo, já que é um trabalho consolidado, reconhecido como fonte de referência para pesquisadores, cujas informações, respeitadas pela integridade e confidencialidade em que são coletadas e analisadas, contribuem para a definição do foco de atuação da entidade na defesa dos interesses da categoria. As conclusões serão disponibilizadas no site da Fenacor e poderão ser apresentadas no 21º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros, na Costa do Sauípe (BA), em outubro de 2019. Participe. Participe do Bom Dia Seguro, o maior grupo no WhatsAPP exclusivo para Profissionais de Seguros de todo Brasil. Realize o seu cadastro através do link e venha compartilhar conhecimento: https://www.cqcs.com.br/cadastre-se/ Caso você já seja cadastrado no CQCS, envie um Fale Conosco solicitando participar do grupo. Link: https://www.cqcs.com.br/fale-conosco/ O post Participe da 4ª edição do Estudo Socioeconômico das Empresas Corretoras de Seguros apareceu primeiro em CQCS. Source: CQCS Participe da 4ª edição do Estudo Socioeconômico das Empresas Corretoras de...

Mapfre Investimentos: Paridades cambiais e a corrida dos bancos centrais

Divulgação de indicadores na Europa e nos Estados Unidos deve trazer volatilidade ao preço dos ativos A semana nos reserva divulgações relevantes. No ambiente doméstico, hoje pela manhã, o Banco Central apresentou o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica) de maio, que teve leve alta de 0,54%. Ainda vamos conhecer o IGP-10, da FGV, e o Índice de Confiança do Empresário Industrial, da CNI, respectivamente nos dias 16 e 18. Mas o foco das atenções será o exterior. Nos Estados Unidos, serão divulgadas pesquisas de produção industrial e de comércio varejista amanhã, além do Livro Bege na quarta. Na mesma data, será apresentado o índice de preços ao consumidor da União Europeia. A divulgação desses dados na economia central deve trazer volatilidade adicional aos preços dos ativos. A Mapfre Investimentos espera que os dados de atividade econômica nos EUA, em especial os de produção industrial, sigam surpreendendo negativamente o mercado. A expectativa de dinamismo decrescente nos próximos meses é reflexo de eventos internacionais, como o contencioso com a China e as incertezas derivadas da possibilidade da saída do Reino Unido da UE. Diante disso, o Fed deve reduzir a taxa básica de juros em sua reunião de 31 deste mês. Esse afrouxamento da política monetária do banco central norte-americano, em teoria, deveria favorecer a depreciação do dólar perante as moedas de outras economias centrais, como o euro. Porém a perspectiva de afrouxamento da política monetária não é exclusividade do Fed. O Banco Central Europeu (BCE) aponta em seus últimos comunicados para a necessidade de estímulos adicionais em um ambiente de incerteza e indica que, entre as suas medidas potenciais, estão...

Publicações


 

Informativo CCS – 34ª Edição

Após fecharmos um ciclo que vinha se desenvolvendo desde 2009, com a retomada do Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro, por Amilcar Vianna e eu, dá-se o início de uma nova etapa, com Fabio Izoton no comando do CCS-RJ. É a renovação, oxigenação e mudança batendo à nossa porta, como tanto desejávamos. Os ciclos de liderança devem ser renovados, por melhor que sejam. Faz parte da prática democrática a alternância de poder. Ninguém deve se perpetuar no comando, em nome de uma proposta seja ela qual for. O mundo se transforma cada vez mais rapidamente e é preciso renovar o fôlego para acompanhar as sucessivas mudanças. É com este exemplo para os nossos associados e todas as entidades parceiras que encerramos o nosso período de governança no CCS-RJ....

Informativo CCS – 33ª Edição

Já estamos quase fechando o primeiro semestre de 2018. Para a diretoria do CCS-RJ e seus associados foi um período fértil de realizações e sinalizações positivas. O 1º Encontro de Corretores de Seguros da Baixada Fluminense, Zona Norte e Zona Oeste, em parceria com a Associação dos Corretores deSeguros da Baixada Fluminense, gerou desdobramentos...

Informativo CCS – 32ª Edição

Após um ano de desafios chegamos ao final de 2017 com a sensação de dever cumprido. Foram muitas iniciativas, proposições, palestras, debates em busca de soluções e uma ação vigilante e proativa na defesa dos interesses dos corretores. É o caso das nossas pontuais intervenções contra a “proteção...

Informativo CCS – 31ª Edição

Durante o InsurTech Connect 2017, maior encontro sobre tecnologia voltada para o setor de seguros do mundo, que aconteceu em Las Vegas, reuniram-se cerca de 3 mil pessoas, entre seguradores, investidores e empreendedores procurando um caminho em nosso mercado. Tive a honra de representar o Clube e, em extensão, os corretores de seguros brasileiros nesse grande evento, e foi interessante perceber que, embora o mercado americano seja muito maior e tenha um imenso capital para investir, tem preocupações muito semelhantes às...

Parceiros


BradescoFunensegFenacorSulaméricaAconseg-RJHDI SegurosPorto Segurowww.mmas.com.br

Lutamos pelo reconhecimento do trabalho do corretor de seguros