Sobre o Clube

O Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro foi fundado em 1980, com o objetivo de estimular encontros e debate, e buscar o entendimento e a união da categoria. Propõe também que seus membros adotem princípios éticos na atuação profissional, promovendo articulação com os demais participantes do sistema nacional de seguros privados.

Notícias


 

Cade aprova integração de clientes da Porto Seguro Conecta à base da TIM

Com atividades encerradas no começo de outubro, os clientes da Porto Seguro Conecta tiveram suas linhas assumidas pela TIM, que era a operadora responsável pela estrutura básica MVNO criada pela seguradora de mesmo nome. No entanto, ainda era necessária a aprovação do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), tendo em vista a mudança no mercado, prejudicando assim as demais concorrentes. Segundo o órgão, a integração poderá ser feita devido ao baixo impacto no mercado, tendo em vista que a quantidade de clientes integrados à base da antiga operadora (que contava com 0,24% do market share nacional e estava presente em algumas cidades dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro) não se mostrou relevante o suficiente para significar uma ameaça propriamente dita. Com isso, a TIM passará de 24,79% para 25,03% do mercado, caso toda a base de clientes concorde com a mudança. Já no mercado de M2M (machine-to-machine), a operadora pularia de 12,2% para 17,1%. Dessa forma, os clientes possuirão agora a segurança jurídica de qual operadora estão vinculados e assim poderão definir o destino de sua linha, optando por mantê-la na TIM ou de providenciar a portabilidade para outra concorrente que mais lhe seja conveniente, inflando um pouco mais o marco de 45 milhões de mudanças nos últimos dez anos. Vale ressaltar que segundo o comunicado disponível no site da Porto Seguro Conecta, os canais de comunicação da empresa continuam à disposição e ambas as operadoras trabalharão juntas para que os clientes tenham condições similares ou superiores às ofertadas, inclusive mantendo o padrão de atendimento. O post Cade aprova integração de clientes da Porto Seguro Conecta...

Seguros de prevenção aos riscos de petróleo

As grandes empresas do setor de petróleo e gás exigem que os fornecedores contratem seguros específicos para cada atividade que são chamados de seguros de Riscos de Petróleo. São seguros porque todos os demais ramos de seguros na engenharia, patrimoniais, responsabilidade civil etc. excluem a cobertura para quaisquer operações offshore e onshore. A contratação e entrega para o cliente de um seguro “comum” pode colocar em risco o contrato e também o relacionamento comercial, principalmente se ocorrer um acidente e a seguradora não puder cobrir os prejuízos. Em 15 de março de 2001, o Seguro da P-36 que explodiu foi de US$ 496 milhões. Na época, segundo a Petrobras, a maior parte deste valor – cerca de US$ 325 milhões, foi destinada à quitação antecipada e integral do leasing contratado. O acordo foi assinado também por um consórcio de resseguradores internacionais, detentores de 99,02% do risco, pelo grupo de seguradoras nacionais liderado pela Bradesco Seguros e pelo Instituto de Resseguros do Brasil –IRB. Então, o Seguro de Riscos de Petróleo se aplica a construções, fornecimentos, montagens e prestação de serviços upstream (é um termo utilizado na indústria do petróleo que significa a parte da cadeia produtiva que antecede o refino, abrangendo desta forma as atividades de exploração, desenvolvimento, produção e transporte para beneficiamento), onshore (prospecção em terra) e offshore (prospecção em alto mar, grandes profundidades, caso do pré-sal). Essas atividades ligadas à prospecção, exploração, produção, transporte e armazenagem de petróleo e gás, tanto no mar quanto em terra precisa de indenização de danos à própria obra, ao equipamento ou ao objeto da prestação de serviços (danos físicos) e também...

Sincor-SP realiza Outubro Rosa para conscientizar corretoras de seguros

O Sincor-SP convida as corretoras de seguros associadas a participarem do evento Outubro Rosa, que tem como objetivo esclarecer sobre a prevenção ao câncer de mama, além de abordar a saúde da mulher empreendedora. O evento acontece no dia 25 de outubro, a partir das 15h45, em São Paulo e é gratuito. Na ocasião, será apresentada a palestra “Mulher Moderna”, da Dra. Célia Melo, que é pediatra e otorrinolaringologista. As corretoras também participarão de uma visita guiada no Espaço Cultural Porto Seguro, que está recebendo a exposição do fotógrafo Bob Wolfenson. O evento está sendo organizado pela vice-presidente, Simone Martins, e pela Comissão Feminina do Sincor-SP. As Regionais Fernandópolis e São José dos Campos também receberão as associadas para o Outubro Rosa, que acontecerão nos dias 25 e 30 de outubro, respectivamente Outubro Rosa Data: 25 de outubro Horário: das 15h45 às 17h30 Local: Gemma Restaurante Endereço: Alameda Barão de Piracicaba, 634 – Campos Elíseos, São Paulo-SP Inscrições. O post Sincor-SP realiza Outubro Rosa para conscientizar corretoras de seguros apareceu primeiro em CQCS. Source: CQCS Sincor-SP realiza Outubro Rosa para conscientizar corretoras de...

Seguro e previdência às MPEs só devem ganhar força depois de 2019

Medidas voltadas para o incentivo à contratação de produtos desses negócios estão na cartilha de propostas entregue pela CNseg aos candidatos à Presidência da República, no início do mês As novas propostas do mercado segurador para micro e pequenas empresas são “factíveis”, mas devem demorar mais de um ano para trazer retornos significativos ao setor. Voltadas para previdência, medidas esperam andamento das reformas e da economia. As sugestões voltadas para micro e pequenas empresas (MPEs) fazem parte de um documento com 22 propostas, entregue pela Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais (CNseg) aos candidatos à presidência no início deste mês. De acordo com o relatório, a ideia seria incentivar as MPEs a “contratarem programas de proteção previdenciária privada e securitária para seus colaboradores”, mediante tratamento fiscal diferenciado. Para o ceo da Travelers, Leonardo Semenovitch, porém, o motivo de as seguradoras ainda não atuarem de forma significativa entre as MPEs é por causa da baixa adesão dessas companhias aos seguros. “É um território bastante inexplorado. Entre as pequenas empresas, apenas 27% têm alguma apólice real e, quando olhamos o universo dos microempresários, menos de 5% possuem alguma cobertura. E os motivos vão desde a falta de uma cultura de seguros no Brasil até a atual situação econômica do País”, explica. Ainda que a recuperação da economia brasileira já esteja despontando, os especialistas ponderam a espera do empresariado de maiores certezas quanto às medidas importantes – como a reforma da Previdência – e um retorno efetivo de sua receita. Segundo o CEO da CredRisk, Phillip Krinker, a previsão de avanço para o mercado segurador é de 10% a 15% em...

Publicações


 

Informativo CCS – 33ª Edição

Já estamos quase fechando o primeiro semestre de 2018. Para a diretoria do CCS-RJ e seus associados foi um período fértil de realizações e sinalizações positivas. O 1º Encontro de Corretores de Seguros da Baixada Fluminense, Zona Norte e Zona Oeste, em parceria com a Associação dos Corretores deSeguros da Baixada Fluminense, gerou desdobramentos...

Informativo CCS – 32ª Edição

Após um ano de desafios chegamos ao final de 2017 com a sensação de dever cumprido. Foram muitas iniciativas, proposições, palestras, debates em busca de soluções e uma ação vigilante e proativa na defesa dos interesses dos corretores. É o caso das nossas pontuais intervenções contra a “proteção...

Informativo CCS – 31ª Edição

Durante o InsurTech Connect 2017, maior encontro sobre tecnologia voltada para o setor de seguros do mundo, que aconteceu em Las Vegas, reuniram-se cerca de 3 mil pessoas, entre seguradores, investidores e empreendedores procurando um caminho em nosso mercado. Tive a honra de representar o Clube e, em extensão, os corretores de seguros brasileiros nesse grande evento, e foi interessante perceber que, embora o mercado americano seja muito maior e tenha um imenso capital para investir, tem preocupações muito semelhantes às...

Informativo CCS – 30ª Edição

Um mês depois de completar um ano de seu 2º mandato, a diretoria 2016/2018, que lidero com o imprescindível apoio dos diretores Amilcar Vianna e Luiz Mario Rutowitsch, lembra com satisfação as ações realizadas nesses 12 meses. Os almoços mensais tiveram convidados ilustres como o presidente da SulAmérica, Gabriel Portella, o diretor geral da Bradesco Seguros, Marco Antonio Gonçalves, o presidente do Sindseg–RJ/ES e futuro líder da Porto Seguro, Roberto Santos, e os diretores regionais das principais seguradoras, em outubro, para a comemoração do Dia do Securitário e do Corretor de...

Parceiros


BradescoFunensegFenacorSulaméricaAconseg-RJHDI SegurosPorto Segurowww.mmas.com.br

Lutamos pelo reconhecimento do trabalho do corretor de seguros