Sobre o Clube

O Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro foi fundado em 1980, com o objetivo de estimular encontros e debate, e buscar o entendimento e a união da categoria. Propõe também que seus membros adotem princípios éticos na atuação profissional, promovendo articulação com os demais participantes do sistema nacional de seguros privados.

Notícias


 

Transformações tecnológicas impactam dia a dia do Corretor De Seguros

Responsáveis por cerca de 85% das vendas de Seguros, Corretor precisa se adaptar Na primeira edição deste ano do Panorama do Seguro, Boris Ber, vice-presidente do Sincor SP, apresentou algumas das transformações no dia a dia do Corretor de Seguros decorrentes do desenvolvimento tecnológico. O convidado também deu dicas para acompanhar as mudanças e se adaptar eficazmente. Atualmente, existem cerca de 60 mil processos na SUSEP de corretores pessoas físicas e cerca de 85% a 90% das vendas de seguros passam pelo corretor. Para Boris, esses dados apontam a capilaridade e importância do Corretor. “Além de ser um consultor, ele comercializa o melhor produto para o segurado com o melhor custo benefício. Ele conquistou o seu lugar e superou batalhas com a venda dos bancos, mas, agora, está se adaptando à tecnologia”, afirma. Boris também explica que os seguros financeiros tendem a crescer, entretanto, alguns profissionais ainda não investem na expansão de sua carteira de produtos. “Há uma transformação de comportamento geral. Isso traz uma mudança de visão e me preocupa aqueles que estão muito presos e fechados com a comercialização apenas de seguro de automóvel”, ressalta. Para se preparar, Boris acredita que o Corretor precisa investir na própria carreira com sistema gerencial, tecnologia, equipamento e conhecimento. “Você não vai oferecer de forma correta um seguro de saúde ou financeiro se não conhecer os produtos. As companhias estão externamente abertas a ensinar. O seguro está mudando muito rápido e nós temos que perceber e entender isso”, conclui. Confira o programa completo em: http://www.sindsegsp.org.br/site/sindsegsp-tv-video.aspx?id=24 Apresentado pelo jornalista Paulo Alexandre e pelo consultor de economia Francisco Galiza, o programa Panorama do Seguro...

Oficina de SP amplia carteira de seguradoras

Companhias de seguro representam 85% do movimento no Centro Automotivo Regente, que participou do Programa de Incentivo à Qualidade (PIQ), uma parceria entre o IQA e o Sindirepa Nacional Fortalecer a imagem da oficina perante as companhias de seguro foi o objetivo do empresário José Fragoso ao investir na certificação do Centro Automotivo Regente por meio do Programa de Incentivo à Qualidade (PIQ), uma parceria entre o Instituto da Qualidade Automotiva (IQA) e o Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios (Sindirepa Nacional), que visa intensificar a certificação de oficinas independentes no Brasil. Certificada desde maio de 2017, a Regente dobrou a carteira de seguradoras – além de atender a SulAmérica e o grupo Porto Seguro, Azul e Itaú Seguros, tornou-se oficina referenciada da Allianz e da HDI. Hoje as seguradoras representam 85% do movimento. “A certificação é muito bem vista na hora de conseguir um credenciamento”, diz Fragoso, proprietário do centro automotivo que oferece serviços de funilaria, pintura e mecânica no bairro Ipiranga, em São Paulo, desde 2010. Adequações Para obter a certificação, Fragoso investiu na readequação do layout produtivo, o que permitiu melhorar a organização da oficina e reforçar a adoção de processos ambientalmente sustentáveis, como a instalação de caixa separadora de água e óleo. Assim, o centro automotivo faz o descarte de contaminantes por meio da contratação de uma empresa especializada, que retira os resíduos a cada 15 dias. Outro investimento foi a aquisição de ferramentas especiais de funilaria. De acordo com Sérgio Fabiano, gerente de Serviços Automotivos do IQA, o Programa de Incentivo à Qualidade (PIQ) representa uma oportunidade para o empresário da...

Mulheres de 23 anos pagam mais pelo seguro de carro em Curitiba 

A máxima que seguro para carros pilotados por mulheres é mais barato já não pode ser mais aplicada no mercado de Curitiba. Ao menos para aquelas motoristas que têm 23 anos. São delas o seguro mais caro, chegando a R$ 4.944,03, enquanto para os homens da mesma faixa de idade seria R$ 4.200,05. Os valores consideram uma apólice para um veículo popular, em uma pesquisa feita com base nos valores de quatro seguradoras pela ComparaOnline, marketplace de comparação de seguros e produtos financeiros. A boa notícia é que fora desta idade, o seguro para mulheres fica mais barato em comparação aos homens, com diferença que pode chegar a 17,8%, dependendo da idade. O CEO da ComparaOnline, Paulo Marchetti, esclarece que diversos fatores podem encarecer ou baratear o seguro auto, sendo alguns deles o local da residência, o gênero, a idade e todas as particularidades que cada perfil oferece e seus riscos à seguradora. A pesquisa foi feita para apontar a necessidade de ser fazer uma cotação com as seguradoras antes de apenas renovar o contrato. O valor médio do seguro para mulheres de 39 anos encontrado na cotação das quatro seguradoras ficou em R$ 2.598,22, já para as mais jovens, de 23 anos, a média é de R$ 3.385,09. Para os homens de 30 anos, a média entre as quatro seguradoras é de R$ 3.062,09, o valor médio dos seguros para os de 24 anos é R$ 3.278,32. O post Mulheres de 23 anos pagam mais pelo seguro de carro em Curitiba  apareceu primeiro em CQCS. Source: CQCS Mulheres de 23 anos pagam mais pelo seguro de carro em...

Uma das maiores autoridades em blockchain aplicada a seguros do planeta será palestrante do CQCS Insurtech & Inovação 2019

O maior encontro de inovação em seguros da América Latina contará também com a presença de uma das maiores autoridades em blockchain aplicada a seguros do mundo. Estamos falando de Christopher G. McDaniel, presidente do RiskBlock Alliance, um consórcio de empresas de seguros global feito para estudar e experimentar a aplicação do blockchain exclusivamente na indústria do seguro. Christopher G. McDaniel é um executivo de negócios inovador e orientado para resultados com um histórico sólido de introdução de organizações de serviços financeiros em tecnologias estratégicas e facilitadoras. Atualmente, impulsiona a penetração do blockchain em vários setores de seguros. “A presença dele, juntamente com Jonathan Kalman, fundador do EOS Venture Partners, um dos mais relevantes fundo de investimento em seguros do mundo; e Caribou Honig, Chairman da InsureTech Connect (ITC), coloca o CQCS Insurtech & Inovação no patamar dos principais eventos de inovação em seguros do mundo”, garante Gustavo Doria Filho, fundador do CQCS. “A apresentação de Christopher McDaniel vai trazer uma visão bastante atualizada da blockchain e apresentar as perspectivas a médio prazo da sua aplicação para melhorar a vida do consumidor de seguros e o funcionamento dessa indústria.” comenta o Diretor Executivo do evento . Com tantos nomes de peso, a expectativa é que o maior encontro de inovação em seguros da América Latina reúna 1,5 mil participantes, o triplo da primeira edição, que foi projetada para 500 congressistas e mais de 700 pessoas estiveram presentes. O CQCS Insurtech & Inovação acontecerá nos dias 12 e 13 de junho de 2019, no Centro de Eventos Pro Magno, em São Paulo. Para mais informações, acesse www.cqcsinsurtech.com.br. O post Uma...

Publicações


 

Informativo CCS – 34ª Edição

Após fecharmos um ciclo que vinha se desenvolvendo desde 2009, com a retomada do Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro, por Amilcar Vianna e eu, dá-se o início de uma nova etapa, com Fabio Izoton no comando do CCS-RJ. É a renovação, oxigenação e mudança batendo à nossa porta, como tanto desejávamos. Os ciclos de liderança devem ser renovados, por melhor que sejam. Faz parte da prática democrática a alternância de poder. Ninguém deve se perpetuar no comando, em nome de uma proposta seja ela qual for. O mundo se transforma cada vez mais rapidamente e é preciso renovar o fôlego para acompanhar as sucessivas mudanças. É com este exemplo para os nossos associados e todas as entidades parceiras que encerramos o nosso período de governança no CCS-RJ....

Informativo CCS – 33ª Edição

Já estamos quase fechando o primeiro semestre de 2018. Para a diretoria do CCS-RJ e seus associados foi um período fértil de realizações e sinalizações positivas. O 1º Encontro de Corretores de Seguros da Baixada Fluminense, Zona Norte e Zona Oeste, em parceria com a Associação dos Corretores deSeguros da Baixada Fluminense, gerou desdobramentos...

Informativo CCS – 32ª Edição

Após um ano de desafios chegamos ao final de 2017 com a sensação de dever cumprido. Foram muitas iniciativas, proposições, palestras, debates em busca de soluções e uma ação vigilante e proativa na defesa dos interesses dos corretores. É o caso das nossas pontuais intervenções contra a “proteção...

Informativo CCS – 31ª Edição

Durante o InsurTech Connect 2017, maior encontro sobre tecnologia voltada para o setor de seguros do mundo, que aconteceu em Las Vegas, reuniram-se cerca de 3 mil pessoas, entre seguradores, investidores e empreendedores procurando um caminho em nosso mercado. Tive a honra de representar o Clube e, em extensão, os corretores de seguros brasileiros nesse grande evento, e foi interessante perceber que, embora o mercado americano seja muito maior e tenha um imenso capital para investir, tem preocupações muito semelhantes às...

Parceiros


BradescoFunensegFenacorSulaméricaAconseg-RJHDI SegurosPorto Segurowww.mmas.com.br

Lutamos pelo reconhecimento do trabalho do corretor de seguros